universidade lusófona

Drones e filme 360º na Lagoa de Santo André

Projeto único reúne alunos da Lusófona para estudarem a onda estática da Lagoa de Santo André. Projeto interdisciplinar único reúne alunos da Lusófona para estudarem a onda estática da Lagoa de Santo André, concelho de Santiago do Cacém.

No dia 27 de março mais de 40 alunos da ECATI, a Escola de Comunicação da Universidade Lusófona – cursos de cinema, vídeo e comunicação multimédia; e da Faculdade de Engenharias – cursos de engenharia do ambiente e de engenharia eletrotécnica – deslocaram-se à Lagoa de Santo André para estudar o fenómeno da onda estática.

A onda estática é um fenómeno provocado anualmente pela abertura da lagoa ao mar através da intervenção humana.

Os alunos de cinema, para além de terem realizado, com o apoio da Samsung, um filme 360º, realizaram ainda vários vídeos sobre todo o processo para diversos projetos de investigação em curso na Universidade, nomeadamente o projeto H2020 Responseable onde a Universidade Lusófona é parceira.

Os alunos de engenharias estiveram presentes para estudarem os vários aspetos do fenómeno e monitorizaram o mesmo.

Veja a reportagem aqui.

Instalação de Docente de Animação no Centro de Interpretação da Cultura Sefardita do Nordeste Transmontano

O professor Pedro Serrazina, docente nos cursos de Animação Digital (1º ciclo) e Artes da Animação (2º ciclo) tem uma instalação no Centro de Interpretação da Cultura Sefardita do Nordeste Transmontano inaugurado esta segunda-feira em Bragança. A instalação é uma projecção de imagem animada feita com a técnica de animação de areia, e aborda o tema do cripto-judaísmo.

A animação em loop tem como pressuposto base o recurso à imagética e lado simbólico da “areia” que na cultura Sefardita está conectada com o “chão” e com o “abafar do som”. A sonoplastia recorre às “Orações” de Cristãos-Novos nos cárceres. O tema da intolerância e do olhar do “outro” é crucial na exposição e, tendo em conta os tempos que vivemos, extremamente actual. A animação pretende reforçar a ideia de clandestinidade e intrusão no quotidiano dos cripto-judeus, obrigados a viver uma vida dupla, sob o temor constante da denúncia.

Carregue aqui para visualizar o projecto.